5 de maio de 2008

Precisando muito trabalhar...porém o frio faz minha cama falar mais alto...!

Análise

Esse seu olhar de pena
Quase me faz chorar
Esse seu caderno em branco
Que você tanto esconde
Me mata de curiosidade
Essa sua sala oculta
Tão vazia, tão escura
Deve parecer com seu coração
Esse seu sorriso vago
Tão amarelo quanto minha náusea
Esses minutos que não passam
Parecem tão eternos
Mas precisam terminar.

9 comentários:

Bianca Rieth disse...

às vezes um olhar nos sufoca, nos deixa sem reação...


belas palavras, queria ter essa faciulidade para ecrever poesias, hoje eu tentei..

beijos!!

você estará na minha sala de visitas, fica mais facil mde te achar
beijos

Manolo Heredia disse...

Oi

Menina do Rio disse...

E são tantos sorrisos vagos, amarelados; salas vazias, corações ausentes...

Um beijo

Jack disse...

Carooolll... tudo?
blog novo!!! Tá liiindo! Fazia tempo que não vinha aqui. Aliás, tempo anda sendo uma coisa rara! MAs, apareci! E adorei o que vi!
Parabéns!!!
tem outro post novo lá no Destino, passa lá!
Beijinhos...

Fernando Rodrigues disse...

Um blog Fantastico, adoei o texto
beijinhos, prometo voltar

Nathália disse...

Olhar de pena me faz sentir a pior pessoa do mundo.
Sorrisos amarelos também...

Beijo!

Leandro Luz disse...

Belos versos...

Adorei teu blog, parabés !!!

Já virei fã!!!

beijos

Mary West disse...

Adorei os versos, belos e tocantes, na alma mesmo. =*

Bete Meira disse...

Também me identifiquei com esses versos... olhar de pena fere tanto quanto uma punhalada... sala vazia,oculta,escura,parecida com o coração... a curiosidade de querer saber o que se esconde por trás de um sorriso e não conseguir,mata aos poucos! Adorei! Bjos!