31 de março de 2008

A primeira prova do ano se aproxima...e assim estou eu...

Óculos

Meus olhos abertos
Fitam pessoas
Fitam letras
Quase sem nexo

Meus olhos se fecham
De modo tão lento
Sinto que sou eu
Que a eles pertence

Meus olhos me forçam
Me viram, me incomodam
A olhar para frente
Prestar atenção

Meus olhos cansados
Vêem este poema
E estão satisfeitos
Agora podem descansar.

3 comentários:

Menina do Rio disse...

Os olhos são espelhos d'alma
a tudo veem e nada falam
mas se olhares com calma
muitos sonhos embalam

Olhares distantes
entre os amantes
que suspiram

Elevam
as vezes enevoam
quando o pensamento
vaga pro uma saudade

E os olhos que miram
a beleza do dia
repousam serenos
na noite tardia...

Adorei vir aqui.
teus poemas são leves
como deve ser a tua alma

Um beijinho pra ti

fernando disse...

hehe...cabei de sair de uma aula de mineralogia e entendo mto bem o q vc tah dizendo, gatinha!
te amo demais!!!
bjoks!

Jack disse...

Oi Carol, tudo bem?
Se matando de estudar? Não é fácil, né? O que vc faz???
Eu "parei" de estudar. Hoje dou aulas. Sinto falta da faculdade. Antes, a gente estudava como opção. hahaha E só prejudicava a gente.
Hoje, como professora, tenho que estudar e pronto. Como trabalho. Sou obrigada a saber quase tudo e explicar tudo. hehehe É mais sério! Antes eu fazia provas. Hoje, eu as corrijo.
Ano que vem será pior: pretendo fazer mestrado! Vai ser barra ao quadrado! hahaha
Um beijo e bons estudos...