21 de abril de 2008

Sessão nostalgia para mim, sessão romance para vocês...!

Codinome amor

Meu nome?
Acho que não tenho
Sequer sei de onde venho
Bato a prota dos corações amargos
E tenho como casa corações amigos
Corações abrigos
Que são felizes por me levar consigo

Idade?
Dizem que não tenho
Que uma hora tenho dez anos
Em outra posso ter sessenta
Sei que não sou jovem
Mas não sou velho
Sou eterno

Telefone? E-mail?
Nunca precisei disso
Todos sabem onde me encontrar
Numa praça, num cinema
Num loiro, numa morena
Uma vida eu posso mudar

Quando entro em uma vida
Sei que venho pra ficar
Na saúde e na doença
Na alegria e na dor
Codinome: amor.

6 comentários:

Lυℓу-¢αℓ∂єirão мαgico ∂є ∂єsαbαfos ♥ disse...

Nossa meeo!
Muito bons seus versos
eu também gosto de me expressar por versos!
andei lendo os que estão no seu blog e parabéns!
Bjoos

Juju Gulááár disse...

Gosto mto de seus versos!
Mto bonito msm!
Bjaao! =)

Juan Carlos disse...

lindo seu poema
^^
você tem talento
obrigado por passar no meu
você vai longe
beijos
se cuida
me passa seu msn, depois?
beijos novamente

Juliana Caribé disse...

Adorei! Fazer rimas é algo que eu ainda não aprendi...

Beijos.

Bianca Feijó disse...

Que lindaaaaa essa rima!

Muito bom Carol!

B.E.I.J.O.S

fernando disse...

meu amor eh todo pra vc!!!