8 de agosto de 2008

Aprendendo a escrever - parte I

Um simples desejo

Cresceu no campo
Com flores e árvores
A coroar seu caminho

Tornou-se bela mulher
Casou-se de véu e grinalda

Mudou-se para um belo sítio
Casa grande de paredes brancas
Pintadas de pouca paz

Seu coração ainda não estava totalmente
Feliz

Seu marido, um homem importante
Carinhoso e trabalhador
Um pouco nervoso
Mas quem não é?

Um dia ele teve uma idéia
Que mudaria a vida deles
Para sempre

Transformou a bela varanda do sítio
Em uma sala de aula
Trouxe um professor
E foram ensinadas as primeiras letras
Para ele e para os que com ele trabalhavam

Ela não conseguia esconder
Sua vontade de saber ler
De se fazer entender
De poder escrever

Mas não podia
Chegava até a porta da varanda
Com uma bandeja nas mãos
Servia o lanche
E voltava para dentro de casa

Aquilo a consumia dia após dia...

Hoje, porém tudo se fez novo
Seu marido já está com Deus
E ela agora mora na cidade
Vai todos os dias a um grupo de alfabetização de adultos
E ali se encaixa, se sente bem

Já sabe ler e escrever
Conta sua história sem medo
De errar ou se engasgar
E continua trazendo
A bandeja do lanche
Para suas colegas de classe.

8 comentários:

Juan Carlos disse...

nossa...
muito bom, viu
arrepiei
=D
uhaehuaeahuehuae
beijão, moça

Juan Carlos disse...

você deu uma olhada no meu post anterior?
"Vida"
se tiver tempo, da uma passadinha lá e me deixa seu comentário...
Eu gostaria de saber a sua opnião!!!
^^
beijão, Carol

D y a n e P r i s c i l a disse...

Eu já havia lido este poema, no recanto!
Lindo Lindo Lindo, sua poesia, me lembrou, Eça de Queiroz, achoq ue por você descrever alguns detalhes!

Muito bom mesmo amiga, beijão!

Juju Gulááár disse...

Uaaaau!
Simplesmente demais!
Adorei! Mto msm!

Tatah Marley's Confissões disse...

Lindo escrito!
A vontade vem de dentro né, basta despertar que tudo o que se quer, se consegue!
Determinação pura!

Pois sou!
amo jornalismo, embora a area esteja um pouco saturada, né..
tbm nao quero ser uma Fatima Bernardes da vida.. quero só ser util escrevendo sabe?

beeeijo

fernando disse...

oi gatinha...mto bonito...eu jah li esse não já?
bjoks!
te amo mto

Menina do Rio disse...

Sempre é tempo pra (re)começar...
Essa é uma das muitas histórias reais!

Um beijinho pra ti linda

Mary West disse...

Um cidadão comum. ;)