20 de setembro de 2008

É superando momentos como estes que nos tornamos fortes

Fraquezas

Andando sem rumo certo
Falando sozinha
Pergunto se um dia
Realmente consegui
Fazer a diferença

Minha garganta coça
Não sabe se quer gritar
Chorar
Ou resmungar baixinho

Preciso de um copo d'água
Na verdade, dois
Um para beber, com açúcar
Outro para jogar na sua cara
Como nos filmes antigos

Sim, pode ser coisa de momento
Essas dores na alma
Que toda mulher tem

Contudo, hoje não sei
Se quando te ver
Vou te reconhecer.

2 comentários:

Francisco Castro disse...

Olá, gostei bastante de seu blog. Ele é muito bom.

Parabéns!


Um abraço

*ՏՁ* mandys TAR *ՏՁ* disse...

Carol ! recomendo um blog muito bom... do melhor poeta de todos os teeempos! vc vai gostar... zumalaicara.blogspot.com ! é do Saulinho da banda Eva! ele eh perfeeeito